quarta-feira, janeiro 11, 2006

BAIXADA URGENTE

■. A TV Alerj (canal 12 da Net) vai mostrar a trajetória política de Juscelino Kubitschek e Tancredo Neves, dois mineiros que marcaram a história recente do Brasil. Nesta quarta às 22h30, vai ao ar o documentário “Tancredo, o mineiro”, produzido por Fernando Barbosa Lima. O programa que vai ao ar nesta quarta-feira fala do papel de Tancredo na luta pelo fim da ditadura militar implantada em 31 de março de 64. “A democracia foi uma construção da sociedade brasileira, mas sem Tancredo ela teria demorado e custado mais. O ‘articulador Tancredo’ foi o atalho”, defende o jornalista e ex-governador gaúcho Antônio Britto, que foi porta-voz de Tancredo. O documentário traz imagens das eleições indiretas de 1985. “Tiradentes dizia que podíamos fazer deste País uma grande nação. Vamos fazê-la”, convocou Tancredo, depois de anunciada a sua vitória. Depoimentos de políticos da atualidade, como do governador de Minas Gerais, Aécio Neves, neto de Tancredo, do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, do deputado federal Francisco Dornelles e do prefeito de São Paulo, José Serra, ilustram o programa

■ . Amanhã (dia 12), no mesmo horário, será transmitido o documentário “JK, um peixe ainda vivo”, produzido pela TV Alerj. O documentário vai mostrar a atualidade de JK, trazendo manchetes e notícias de jornais em que políticos contemporâneos se comparam a ele, como o presidente Lula, o vice-presidente José Alencar, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o governador Aécio Neves. O documentário traz também entrevistas com o autor da biografia “JK, o artista do impossível”, Cláudio Bojunga, e o ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Carlos Lessa. O programa, que fala também um pouco da vida de JK e relembra os chamados anos dourados, traz a imagem da posse de JK no Palácio Tiradentes, então Câmara dos Deputados e hoje sede da Alerj.

■ O professor Álvaro Lopes assume nesta quinta-feira Idia 12), em São Bento, a presidência do Conselho Diretor da FEUDUC - a Fundação Educacional Universidade de Duque de Caxias, cargo até então ocupado pelo ex-deputado Silvério do Espírito Santo. O fundador e diretor do Colégio e Faculdade Santa Luzia ajudou a fundar a FEUDUC, em 1969, da qual foi seu primeiro Presidente. Naquela diretoria, tinham assento os Doutores. Antonio Carlos da Silva, Ricardo Augusto de Azeredo Viana e Ely Guimarães, o professor Dalcy Ângelo Fotanivi, o advogado Castor Rodrigues Alvarez e o Contabilista Mariano Sendra dos Santos.

■ Primeiro diretor do Instituto de Educação Governador Roberto Silveira e do Colégio Municipal Aquino de Araújo logo depois da criação dessas duas instituições de ensino em Duque de Caxias, o professor Álvaro Lopes tem experiência suficiente para colocar a Feuduc em posição de destaque tanto na área educacional, como na cultural, principalmente porque ali se preparam os professores que irão formar a juventude da Baixada Fluminense nas próximas décadas..

■ A Secretaria de Ação Social e Trabalho de Duque de Caxias está preparando a mudança para a nova sede, na AV. Brigadeiro Lima e Silva, no bairro 25 de Agosto, onde ocupará um prédio de 4 pavimentos, ao lado da Justiça do Trabalho. As divisórias já estão sendo colocadas e, nos próximos dias, deverá ser marcada a solenidade de inauguração da nova sede.

■ O Governo do Estado do Rio já está autorizado pela Lei 4.700, sancionada pela governadora Rosinha Garotinho e publicada ontem, terça-feira, no Diário Oficial, a fornecer, no mínimo, nos dois primeiros anos de vida do bebê, leite em pó para crianças nascidas de mães portadoras do vírus HIV ou doentes de Aids. De autoria do deputado Antônio Pedregal (PSC), a lei traz um alento para estas mulheres, que não estão conseguindo ter acesso ao leite garantido por lei federal. “Há muitos anos realizamos um trabalho em comunidades carentes. Entre as pessoas que ali recebem atendimento, existem portadoras de HIV que necessitam do leite em pó para alimentar seus bebês. É uma necessidade”, acredita o parlamentar.

2 comentários:

Pastor Edson disse...

PARABAENS PROFESSOR ALVARO
Eu tenho um grande respeito por esta instituição objeto da reportagem acima, Nela fiz a minha segunda graduação, e ao terceiro ano de estudo nela, fui contratado, para lecionar no colégio de aplicação. Onde tudo aprendi me deixando capacitado para prestar concurso para o magistério e passar para a prefeitura do Rio e o Governo do Estado em ambos leciona ciências biológicas.
Meus agradecimentos vão desde a Professora Noemi, Jaime, Neymar (falecido), André(s) Djalma, Norma, e muitos outros que se empenharam o máximo para me ensinarem.
Que Deus ajude este novo Presidente.
Pastor Edson

PAULO GOMES disse...

FOLIAS DE REIS
Boa tarde, Alberto

Com relação a nota publicada na última coluna do Municipal, sobre folias de reis, acho que você não foi informado do que vem acontecendo realmente.
estou enviando informações úteis para você. Acredito que, com essas informações você poderá dar outra nota. Tem muita coisa boa acontecendo na Secretaria de Cultura. É s´po você conseguir informações com a pessoa certa.
A seguir trecho do e-mail que recebí da secretária de Cultura.

..... Nós divulgamos (você, aliás) para a televisão as folias de Caxias, que foi matéria da TV Globo, cedemos o ônibus da secretaria para acompanhar as folias de reis durante todo o dia, estivemos TODOS da secretaria na catedral de Santo Antônio na sexta-feira, dia 06, acompanhando e incentivando a folia Estrela do Oriente e a Flor do Oriente, temos na secretaria o presidente da federação de folclore, seu Edgar, como funcionário nosso (com carga horária ampliada para cuidar da interação da secretaria com os grupos folclóricos) e temos a Rosa Leite fazendo um excelente trabalho junto aos folcloristas - é só perguntar ao mestre Estevão, à Mãe Diná e a todos os outros. Inúmeras vezes o mestre Estevão disse em público que até que enfim o poder público está fazendo algo a respeito do folclore - pois nada foi feito no município até a nossa gestão.
No ano passado, pela primeira vez em Caxias, se comemorou a semana do Folclore com todos os grupos - nós fizemos até a roupa de alguns grupos e um boi, com ajuda da Grande Rio. Não sei se você lembra da semana do Folclore na Grande Rio, que nós organizamos.

PAULO GOMES - Assessor de Imprensa da Secetaria de Comunicação Social da Prefeitura de Duque de Caxias.