terça-feira, abril 25, 2006

BAIXADA URGENTE - DENÚNCIA

O PARTIDO DA POLÍCIA

►Ao ser indicado segunda-feira (24/04) como candidato a Governador pelo PSDB, o deputado Eduardo Paes deu o tom da campanha que pretende desenvolver rumo ao Palácio Guanabara. Ao se referir à Segurança, o parlamentar tucano acusou o Governo do Estado de colocar o Sistema de Segurança, destinado a proteger o cidadão comum, a serviço de deputados aliados do Governo, deixando por conta dos parlamentares a indicação dos comandantes dos batalhões da PM e dos titulares das Delegacias. E foi mais além ao explicar que os Comandantes de Batalhões da PM têm que comunicar, previamente, ao deputado de sua área, quando, onde e a que horas a Polícia vai sair para combater os bandidos. Pelos visto, a Polícia do Rio de Janeiro foi partidarisada: ao invés de servir ao cidadão que paga impostos, o sistema de segurança está a serviço de grupos políticos, tal e qual acontecia no Brasil Colônia e no Império. Indignada, a atriz Cristiane Torloni, assaltada em plena Copacabana, usou a Imprensa para implorar aos bandidos que lhe devolvam as fotos dos filhos e o passaporte, pois, como atriz, está sempre viajando. A que ponto chega a desmoralização das forças de segurança, onde uma atriz de renome internacional implora aos bandidos que devolvam seus documentos. Chico Buarque, nos anos 70, já advertia: chamem os ladrões!
E lembrar que, em 1998, na campanha para Governador, Anthony Garotinho exibia um livro, onde estariam todas as medidas para restabelecer a segurança em nosso Estado! Segundo os adversários, o Presidente Nilo Peçanha fazia questão de anotar num caderno todos os pedidos que recebia, mas, ao chegar à ultima página, mandava seu ajudante de ordens jogá-lo no lixo e comprar um novo. Pelo jeito, Garotinho jogou no lixo o “Manual da Polícia Eficiente” que prometera há 8 anos atrás.

► O prefeito Washington Reis acaba de comprar uma nova briga com o fotógrafo Paulo Martins. Na programação para a Semana da Baixada, a Secretaria de Cultura de Duque de Caxias voltou a apresentar uma exposição de fotografias, com a intenção de mostrar como a cidade mudou nos últimos 60 anos.
► Em 2003, para comemorar o 60º Aniversário da emancipação do antigo Distrito de Meriti, Zito fez uma exposição, “Caxias Ontem e Hoje”, com fotos de arquivo e atuais, feitas por Martins. São estas fotos que a Secretaria de Cultura utilizou em sua nova programação.
► Além da falta de cerimônia em usar um material velho e com direito de imagem garantido por lei, a Prefeitura não deu o devido crédito ao fotógrafo, o favorito de Zito, que está na Justiça cobrando exatamente o uso não autorizado de suas fotos no início da atual gestão.
► O setor de emergência dos hospitais utilizam um tipo de alicate, especial para a remoção de projéteis de arma de fogo. Semana passada, na Emergência do “Duque”, o plantonista precisou do instrumento para atender a um paciente baleado. Não havia nem sombra dos três alicates pertencentes ao Hospital. Para atender o paciente, foi preciso mandar pegar a ferramenta emprestada no Hospital Infantil. Cada alicate custa em torno de R$ 3 mil. Quem vai pagar por isto?
► Aliás, em matéria de Saúde vamos muito bem. Semana passada, no Rio Grande do Sul, Lula dizia que falta pouco para o Brasil atingir a perfeição em matéria de Saúde. Enquanto isso, aqui no Rio, a direção do Hospital Grafée Guinle, referência nacional no tratamento de AIDS, denunciava que um paciente morrera por falta de medicamento. Preço do remédio que o hospital não tinha: R$ 12.
► Ao mesmo tempo, um deputado gasta mais de R$ 30 mil de combustíveis por mês e vai para a TV dizer que ele “roda muito” em seu Estado. Nossos políticos estão passando dos limites ao considerarem que o eleitorado é formado por um bando de desligados e omissos. Ou idiotas!
► Se a ala pró-Lula conseguir antecipar a convenção do PMDB para maio, a candidatura de Garotinho vira pó.
► A Campanha ainda nem bem começou e Garotinho já está enredado com empresas de informática que, movidas pelo salutar e patriótico desejo de servir à República, doaram R$ 650 mil para a pré-campanha. Só que elas não funcionam nos endereços fornecidos nas Notas Fiscais. Nem em Rio Bonito, nem em Olinda, Pernambuco. Não é à toa que PMDB, PFL e PSDB ajudaram o PT a deixar o “Caixa 2” de fora do arremedo de reforma eleitoral aproado no início do mês pelo Congresso.
► Como o Brasil é um país democrático e a Constituição Federal diz que todos são iguais perante a Lei, o Congresso decidiu que o “Caixa 2” deve ser usado por todos, deixando de ser exclusividade do PSDB/MG ou do PT/SP.
► Se prevalecer o ponto de vista da Igreja, doravante, para comprar preservativo, o interessado terá de levar á farmácia a certidão de casamento. O fato, no entanto, do Papa Bento XVI criar uma Comissão para estudar a permissão para que os casais - legalmente formados - possam usar a camisinha como forma de evitar as doenças sexualmente transmissíveis, já é formidável avanço em direção ao Século XXI.
► Onde terá ido parar o projeto que a ex-prefeita de Magé, Narriman Zito, propôs para a revitalização, como pólo turístico, da área ocupada pela antiga Estrada de Ferro de Mauá? Houve concurso entre arquitetos, com a participação do IAB, mas a área acabou servindo para mais uma “invasão”, onde o Patrimônio Público e Histórico foi saqueado.

► Pelo visto, ganhou seguidores o desejo do sanguinário Coronel de Cavalaria Manoel Joaquim Goldophin, que comandava as tropas que invadiram Magé em 1894 durante a II Revolta da Armada comandada por Custódio de Melo e Saldanha da Gama, que queriam depor Floriano Peixoto: “Eu vim destruir Magé, essa é a minha missão!”, conforme revela o pesquisador Eugênio Sciammarella, leitor e colaborador deste Blog.

Um comentário:

Pastor Paulo Feijolli disse...

BOAS LEMBRANÇAS!
Mas uma vez, parabéns!
Foi bom reviver a historia da finada Estrada de Ferro Rio do Ouro, quando da na infância tivemos oportunidade de por ela viajar inúmeras vezes para o Rio e Baixada.
Pena que não ficou pedra sobre pedra, nenhuma estação, trilhos, locomotivas, fotos...
Uma pena!
Nas escolas do município estas matérias deveriam fazer parte do programa educativo.
Abraços do

Pastor Paulo Feijolli